sexta-feira, 23 de setembro de 2005

Pequenas Coisas


Confesso que sempre tive a maior dificuldade para lidar com as coisas mais simples, as tarefas mais fáceis, o que chamo aqui de pequenas coisas.

Pequenas e simples, que despertam nossa atenção e muitas vezes impedem nosso caminho de continuar. Aquela conta que não pagamos, o óleo do carro que não trocamos, o dentista que nunca vamos, a conta de celular que nem checamos, a camisa tamanho G que temos que trocar por M, o sapato que estragou e era novo, o livro que comprei pela segunda vez, os documentos vencidos, o cheque para depositar, o terno do casamento que tenho que levar na lavanderia (e depois claro buscar), a fita de video que esqueceram aqui e preciso devolver...

Mas estou aprendendo a lidar com elas.
Às vezes de manhã, antes de qualquer coisa já começo a listar estas coisas num papel, vou depositando ali todas essas tarefas, e depois ao longo do dia vou vendo qual delas posso realizar.

Na maioria das vezes as pequenas coisas são tão pequenas que podemos fazer ao menos 5 delas no nosso horário de almoço, entre um tempinho e outro, ao final do dia, de uma hora para outra.

E que grande alívio quando consigo fazer várias delas (como aconteceu nesta 4a feira).
Volto para casa com aquela sensação de missão cumprida, de que não deixei nada para trás e acima de tudo, que estou cuidando de mim...

E assim fiz meu exame, levei as trocas de 2 clientes, depositei 3 cheques que estavam rodando aqui, paguei uma conta, levei uma mercadoria numa loja e ainda visitei uma outra que precisava ter ido faz tempo, cobrei uns 3 clientes...ufa!

Passei a dar importância para as pequenas coisas, tanto quanto para as grandes e ficou bem mais fácil viver assim.

Nenhum comentário: