quarta-feira, 7 de setembro de 2005

Mas o que você está fazendo?

Não sei o que acontece, mas a frase que mais ouço é: "Mas o que você tá fazendo?!".

Eu só tenho que rir, porque a pergunta é muito estranha. Eu não gosto muito da pergunta, embora ache engraçada.

Em primeiro lugar porque sou alguém absolutamente previsível, com uma vida "estável", uma certa rotina, moro na mesma casa há 25 anos, raramente mudava de escola, tenho o mesmo ofício há 10 anos, vou na mesma academia há 5 anos, etc etc...meus amigos ainda são aqueles de infância, e os novos e bons amigos tb são como se os conhecesse há mtos anos. Na livraria que eu compro meus livros, sou tratado pelo nome, o mesmo na padaria, no banco, e até no restaurante "por kilo".

Mas percebo hoje em dia essa voracidade pelo novo, sendo que as pessoas no fundo estão sempre as mesmas por dentro.
Eu ao contrário, sou sempre novo por dentro, mas sempre o mesmo por fora.

Não tem um dia que eu não mude radicalmente minhas idéias, meu modo de ver a vida, o trabalho, o modo de lidar com a família, mas por fora nem mudo tanto... Qual a razão de mudar tudo fora? Só a aparência...?

É assim que vejo o mundo hoje, todo mundo mudando na aparência, mas dentro, no fundo, sempre as mesmas coisas, por isso querem tanta novidade, nada as sacia por completo.

Já foram ver os últimos lançamentos do cinema, já compraram as últimas revistas, já foram nos restaurantes da moda, mas por dentro continuam os mesmos, e nunca estarão satisfeitos.

Eu digo francamente: -Eu estou satisfeito.

Muito embora a vida apresente seus desafios constantes, muito embora eu tenha que me atirar de cabeça nos abismos do medo e da ignorância, muito embora eu padeça dos medos humanos comuns como a doença e a fragilidade financeira, minha vida é sempre uma benção, uma dádiva que recebo de mãos abertas.

E o que eu estou fazendo?

De verdade, se alguém quiser saber a verdadeira resposta.
Eu estou me conhecendo, aprendendo mais a ver quem sou, e para onde vou, no meu dia a dia, meu desafio é me conhecer por completo, seja o resultado algo que me agrade ou desagrade, seja o que esperam de mim ou não, seja o que me fará louvado ou rejeitado.

EU QUERO CONHECER A MIM MESMO. E é isto que estou fazendo!

Um comentário:

cris cartacho disse...

Cansei... simplesmente... cansei...
bjs