terça-feira, 12 de julho de 2005

Se conheço é porque ignoro


Sim, sou um ignorante, é verdade.
Não pretendo aqui gerar qualquer comentário, fazer tipo. Ignoro completamente.

Encontro pessoas absolutamente certas desse mundo, sabem tudo sobre si mesmas, como as coisas funcionam, quem são, como são os outros, quem é Deus, e o que ele pensa. Pasmem! São pessoas que tem em si a certeza.

Estaria mentindo se não dissesse que uma parte minha as inveja. Sim, nunca antes havia entrado em contato com esse sentimento. Mas sinto inveja profunda das pessoas que tem certeza na vida.

Eu ao contrário, quanto mais leio, mais viajo, quanto mais trabalho, mais olho para dentro, mais sei, que nada sei. A cada momento me é tirada mais uma certeza.

A vida vai seguindo seu ritmo, um dia olho e digo: Sim é assim, ao que a vida no dia seguinte muda todo o seu curso e me prega uma peça, mudando tudo, me propondo coisas novas. Não consigo passar uma semana com uma certeza fixa.

Encontro pessoas que dizem não valorizar o aprender. Na verdade elas não precisam mesmo aprender nada, porque pensam já saber tudo; ou temem profundamente que a segurança de seu modo de vida seja-lhes tirada por uma nova idéia, um novo conceito, ou um novo modo de ser/agir.

Ignoro completamente as razões pela qual o Universo, aqui em baixo, funciona como tal. Por que o homem se mostra tão ganancioso, porque o poder, tão temporal e finito, parece como mel. Se sujam por pouco, perdem sua vida por um bolo de papel, números em linha num extrato de banco; e mesmo financeiramente ricos, não deixam de ser os mais miseráveis.

O maior temor do homem é não conhecer. Poucos são os que se dão ao privilégio de viver a vida assim, simplesmente caminhando, dia a dia, deixando para trás suas idéias, seus conceitos, sua moral, suas certezas. Andar pelo mundo com os bolsos vazios, o coração tateando, a cabeça oca.

Porque a vida em si é tão ampla, tão aberta, tão grandiosa, que é impossível retê-la com os cinco sentidos. Com a mente humana é simplesmente: impossível...

Nenhum comentário: