sexta-feira, 29 de julho de 2005

Como se faz manteiga



Você já viu como se faz manteiga?

Pega-se a nata do leite, a parte mais gordurosa, e colocamos num recipiente. Lentamente começamos a agitar, a bater, pode usar é claro um batedor "Cuisipro". Risos

Vai batendo, batendo, aquele creme, líquido, leve.
De repente, não mais que de repente, você não consegue nem mesmo ver em que momento, o creme vira manteiga. Fica amarelinho, apetitoso!

É impossível dizer em quem momento o creme vira manteiga, um milésimo de segundo e mudou. Como?

Assim também é com agente. Estamos lá naquela agitação do dia, nas nossas obrigações, nos nossos afazeres, mas de repente em meio ao caos, em meio a toda a agitação, agente percebe que algo está diferente na gente. Não consegue dizer como foi, quando, ou onde aconteceu, simplesmente nos percebemos de uma nova maneira.

E não somos só nós, as pessoas em volta também, quem conhecia agente a muito tempo percebe, e pasmem, mas até as coisas da gente percebem que agente mudou, até mesmo as roupas, os objetos que nos cercam.

Eu penso, mas onde estava a manteiga antes? O creme e a manteiga são a mesma coisa? De certa maneira sim, o creme carrega em si o potencial de se tornar manteiga, é apenas uma diferença de estado, uma questão molecular, quântica.

Hérmes dizia no Cabalion (há mais de 4000 anos): "Tudo que está em cima, está em baixo; o microcosmo é um reflexo do macrocosmo."

E assim como o creme vira manteiga quando agitado, assim é o nosso corpo, nossa mente, nossa vida profissional, nosso mundo emocional.

Não devemos nos assustar quando houver uma grande agitação, uma grande efervecência, uma mistura de sentimentos e emoções em nós mesmos, quando isso acontece, logo logo, o estado quântico irá se alterar, e surgirá uma nova realidade, uma nova condição, tal e qual o creme e a manteiga.

(para Cristine Cartacho)

6 comentários:

cris cartacho disse...

Tô emocionada!!!! Obrigada pela homenagem.
E como te falei, me tranformei na manteiga, é estranho, repentino, mas ao mesmo tempo é muito bom. Muitas coisas que antes passavam despercebidas, agora são notadas, avaliadas e, muitas vezes, aprovadas.
É interessante viver essa metamorfose. Recomendo, claro cada um no seu momento.
bjs

Anônimo disse...

como fazemos as natas do leite?
deixamo-lo ferver?
durante quanto tempo?
qual é o melhor leite?
deixo aqui estas perguntas.

Tomás disse...

A questão é, não é preciso pensar...

Anônimo disse...

nunca fis mas é uma merda

FLORO disse...

SAO TODOS LOUCOS ESSES FABRICANTES DE MANTEIGAKKKKKKKKK

Direção disse...
Este comentário foi removido pelo autor.